terça-feira, 13 de novembro de 2012

Psicogênese da Língua Escrita



ESCRITAS PRÉ-SILÁBICAS:

ESCREVER NÃO É A MESMA COISA QUE DESENHAR

Psicogênese da Língua EscritaA primeira diferenciação que estabelecerão refere-se à distinção entre os desenhos, por um lado, e outros signos, como letras, números, grafias diversas etc.

GRAFISMOS PRIMITIVOS: RABISCOS, PSEUDOLETRAS

As primeiras tentativas infantis ao escrever produzem alguns signos que já não
são desenhos, mas tampouco letras convencionais. São grafias que tentam se parecer
com as letras, com maior ou menor sucesso.

DIFERENÇAS ENTRE LETRAS E NÚMEROS

A criança logo notará que existem dois tipos de signos gráficos, além dos
desenhos: letras e números. No começo, usam-nos indistintamente.

ESCRITA SEM CONTROLE DE QUANTIDADE

Uma vez que as crianças já sabem que para escrever se usam signos especiais,
propõem-se o problema de como podem escrever diferentes coisas. Em algumas
crianças -não em todas-, aparece um momento evolutivo em que as escritas ocupam
toda a largura da página

ESCRITAS FIXAS

Nestas primeiras tentativas de escrita, pode ser que a criança ainda não tenha
percebido a diferenciação que nós adultos, fazemos entre as palavras: escrevem o
mesmo conjunto de signos para qualquer coisa.

ESCRITAS DIFERENCIADAS

As escritas das crianças adquirem rapidamente novas diferenciações: as crianças
escrevem palavras longas e curtas, letras grandes e pequenas, variando segundo critérios
estabelecidos.

DIFERENCIAÇÃO NA QUANTIDADE, NA ORDEM OU NA VARIEDADE DE
LETRAS

Introduzem mudanças ao escrever diferentes palavras, mediante a variação do
repertório de letras utilizadas ou introduzindo mudanças e diferenciações quanto à
ordem ou quantidade das letras em cada palavra.

ESCRITAS SILÁBICAS

Cada letra representa um som. Como a unidade de som que se percebe é a sílaba,
cada sílaba pode ser representada por um algum símbolo ou por letras correspondentes
(vogal ou consoante).
0000                       bor-bo-le-ta
000                           ca-va-lo             Quantitativo (sem valor sonoro)
00                              ti-gre

OOEA                       bor-bo-le-ta            Qualitativo (com valor sonoro)
AAO                          ca-va-lo
IE                                ti-gre

ESCRITAS SILÁBICO-ALFABÉTICAS

Quando a criança descobre que uma sílaba pode ser escrita com vogal e/ou com
consoante, acaba-se por escrever ambas. Por um período de tempo ela combina na
escrita o critério silábico com escritas alfabéticas. Assim, na escrita da criança aparece a
forma silábica e alfabética numa mesma palavra.
EX: CAAO (cavalo), BOOLEA (borboleta)

Representa algumas palavras com omissões de letras

A criança escreve a palavra combinando o critério silábico com escritas alfabéticas,
embora omita letras no interior das sílabas.

Representa algumas palavras acrescentando letras

A criança escreve a palavra combinando o critério silábico com escritas alfabéticas,
embora acrescente letras no interior das sílabas.

Representa a escrita ora silabicamente, ora alfabeticamente

Na escrita da criança aparece a forma silábica e alfabética numa mesma palavra.

ESCRITAS ALFABÉTICAS

A criança ao atingir o nível alfabético, escreve com marcas na oralidade. Dessa
forma, escreve exatamente do jeito que fala. Como nos exemplos a seguir: VAZU
(vaso), TAQUICI (táxi), PASTEU (pastel). As omissões, trocas e inversões de letras
também são bem comuns nesse estágio.
À medida que vão interagindo com a linguagem escrita, vão percebendo que a
escrita não é uma representação fiel da fala e aparecem novos problemas de escrita. S/Z,
J/G, H, O e E final de palavra, a separação das palavras etc.

Escreve alfabeticamente com omissões de letras nas sílabas. Ex: CATO (CANTO),
TIGE (TIGRE), BASIU (BRASIL)...

Escreve alfabeticamente com trocas de letras de sons semelhantes. Ex: DADU (TATU),
XANELA (JANELA), ESCELETE (EXCELENTE)...

Escreve alfabeticamente com acréscimos de letras nas sílabas. MARCACO
(MACACO)...

Escreve alfabeticamente, mas troca a posição de algumas letras nas sílabas.
Ex: SECOLA (ESCOLA), CARVO (CRAVO)...

Escreve alfabeticamente a frase sem segmentação (separação) entre as palavras. Ou
seja, não escreve deixando os espaços em branco entre as palavras.
Ex: LUIZABUTOUMAMAUNASALADA

Escreve todas as palavras ortograficamente
Ex: A menina gosta de mel com limão.

Fonte: Maruny Curto, Lluís. Escrever e ler: como as crianças aprendem e como o
professor pode ensiná-las a ler e a escrever. Porto Alegre: Artmed Editora, 2000.
Psicogênese da Língua Escrita



Veja também:

Compreenda os Níveis de Alfabetização

2 comentários:

Complemente esta postagem com suas sugestões. É sempre muito interessante enxergar outras formas de aplicação de determinada proposta ou os muitos pontos de vista de nossas leituras e reflexões.
Esperamos ansiosos sua colaboração!

Pesquisa Ideia Criativa mais de 20.000 sugestões

Esta é a forma mais fácil de encontrar o que você procura neste site.
Basta digitar a palavra e pesquisar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...