sábado, 20 de julho de 2013

8 Fatores indispensáveis para uma Escola de Educação Infantil.

8  Fatores indispensáveis para uma Escola de Educação Infantil.


 Neste pequeno texto adaptado para reflexão, são feitas abordagens sobre oito elementos indispensáveis para gerir uma escola de educação infantil, mas que serve também para usar como modelo para os professores debaterem e discutirem.

Com estas oito sugestões sua prática, além de ficar mais fácil, será mais lúcida e organizada, somando ainda a seriedade necessária a tão sublime profissão.

1. Princípios norteadores da Educação Infantil
·         Éticos: da autonomia, da responsabilidade, da solidariedade e do respeito ao bem comum, ao meio ambiente e às diferentes culturas, identidades e singularidades
·         Políticos: dos direitos de cidadania, do exercício da criticidade e do respeito à ordem democrática.
·         Estéticos: da sensibilidade, da criatividade, da ludicidade e da liberdade de expressão nas diferentes manifestações artísticas e culturais.

2. Objetivos gerais da Educação Infantil
            A prática da educação infantil deve se organizar de modo que as crianças desenvolvam:
·         Uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações.
·         A descoberta e o conhecimento progressivamente do seu próprio corpo, das suas potencialidades e seus limites, desenvolvendo e valorizando hábitos de cuidado com a própria saúde e bem-estar
·         O estabelecimento de vínculos afetivos e de troca com adultos e crianças, fortalecendo sua autoestima e ampliando gradativamente suas possibilidades de comunicação e interação social
·         O estabelecimento e a ampliação cada vez mais das relações sociais, aprendendo aos poucos a articular seus interesses e pontos de vista com os demais, respeitando a diversidade e desenvolvendo atitudes de ajuda e colaboração.
·         A observação e exploração do ambiente com atitude de curiosidade, percebendo-se cada vez mais como integrante, dependente a agente transformador do meio ambiente e valorizando atitudes que contribuam para sua conservação.
·         A brincadeira, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades.
·         A utilização das diferentes linguagens (corporal, musical, plástica, oral e escrita) ajustadas às diferentes intenções e situações de comunicação, de forma a compreender e ser compreendido, expressar suas ideias, sentimentos, necessidades e desejos e avançar no seu processo de construção de significados, enriquecendo cada vez mais sua capacidade expressiva.
·         O conhecimento de algumas manifestações culturais, demonstrando atitudes de interesse, respeito e participação frente a elas e valorizando a diversidade.
3. Competências, atitudes e valores previstos para a Educação Infantil

As sugestões desses tópicos presentes nos Referenciais da Educação, construídos pela RME, encontram-se listadas abaixo:

Competências a serem desenvolvidas
·         Resolver problemas de forma viável e eficaz
·         Utilizar adequadamente diversas linguagens humanas, sejam verbais ou não verbais
·         Atuar em grupo
·         Usar adequadamente a informação acumulada
·         Avaliar criticamente dados, situações e fenômenos.

           Atitudes a serem adotadas
·         Disposição em ouvir as ideias do grupo e expressar as suas
·         Cooperação com o grupo nas diferentes atividades propostas
·         Estímulo à participação dos colegas nas atividades propostas, priorizando a inclusão de todos
·         Valorização do uso de recursos tecnológicos como instrumento de aprendizagem
·         Cuidado com os materiais de uso pessoal e de uso comum
·         Busca de novas soluções frente a situações que se configurem problema para si, para o grupo e/ou para o ambiente.
·         Valorização das relações interpessoais no contexto escolar
·         Postura favorável à aprendizagem, incluindo atenção, concentração, dedicação.
·         Desenvolvimento de ações preventivas e pró-ativas de respeito ao meio ambiente e ao ser humano
·         Preservação e melhoria da qualidade de vida do planeta e de todos os seres que nele habitam

Valores a serem constituídos


Autonomia, cidadania, confiança, cooperação, espiritualidade, ética, harmonia, honestidade, humildade, iniciativa, liderança, paz, persistência, respeito, responsabilidade, solidariedade e tolerância.

4. Objetivo geral das áreas/eixos, critérios de avaliação, habilidades e conceitos
Utilizar a construção da escola ou seguir sugestões dos Referenciais da Educação da Rede Municipal de Ensino.
·         Eixos: Arte (música, teatro, dança e arte plástica), Educação Física, Linguagem Oral e Escrita, Matemática e Natureza e Sociedade.




5. Metodologia.

            A metodologia apresentada nos Planos de Estudo deverá basear-se na Proposta Pedagógica.

6.  Avaliação.
O processo de avaliação visa ao acompanhamento e ao registro do desenvolvimento da criança, sem o objetivo de promoção, mesmo para o acesso ao Ensino Fundamental. O registro do acompanhamento é realizado por parecer descritivo e entregue semestralmente/trimestralmente para os responsáveis.
(A escola decide se a entrega será trimestral ou semestral, conforme seu regimento escolar) 

7. Carga horária das especializadas.

Observar que as turmas de educação infantil deverão ser atendidas por, no máximo, dois profissionais da educação ao dia. Res.15 2007 CME, artigo 9º.

8. Bibliografia do Plano Anual.

Indicar todas as obras utilizadas para a elaboração dos Planos de Estudo, inclusive as apontadas em citações.
Sugestões:
BRASIL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Volumes: 1, 2, e 3. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.
CAXIAS DO SUL. Conselho Municipal de Educação. Caderno Normativo I: 2002 a 2007/Conselho Municipal de Educação - Caxias do Sul, Rs: Lorigraf, 2008.
LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL - LEI Nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996.
LEI 11.114 de 16 de maio de 2005.
LEI 11.274 de 06 de fevereiro de 2006.
RESOLUÇÃO CNE/CEB 02 de 7 de abril de 1998.
RESOLUÇÃO CNE/CEB 05, de 17 de dezembro de 2009.
RESOLUÇÃO CME 18 de 23 de fevereiro de 2010.
RESOLUÇÃO CME 19 de 31 de agosto de 2010.
RESOLUÇÃO CME 20 de 28 de setembro de 2010.

Sugestões de artigos educativos.


19 comentários:

  1. Gi, você poderia postar um texto sobre Infância.
    to precisando muito....adorei este tb....obrigado

    ResponderExcluir
  2. otima postagem,acrescentou e muito em minhas pesquisas...obrigada pela desponibilidade

    ResponderExcluir
  3. Sem duvida a postagem é de grande importância para o conhecimento dos educadores

    ResponderExcluir
  4. Estou começando no maternal tenho muito a aprender, esta postagem foi ótima, obrigada
    Simone

    ResponderExcluir
  5. Me interesso muito pela Ed. Inf. É uma área que você trabalha recebendo carinho, e transmite amor a muitos que estão. Gostaria de concorrer ao pen drive e poder compartilhar as ideias maravilhosas que a Gi Barbosa posta. marllene.lucia@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. PARABENIZO AS SUGESTÕES DE ATIVIDADE QUE É DE GRANDE VALIA PARA NOS PROFESSORES!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela bela postagem que ajuda bastante nos nossos conhecimentos! bjsss

    ResponderExcluir
  8. Uma boa postagem, material indispensável pra quem trabalha com educação infantil e pra quem quer montar uma escola com educação infantil.

    ResponderExcluir
  9. Excelente postagem! Mas aonde trabalho estamos a anos luz de distância, não temos o básico para trabalhar, massinha e brinquedo são artigos de alto luxo. Porém ainda sonho em ter um lugar decente para trabalhar e mais ainda que seja oferecida condições dignas para as crianças.

    ResponderExcluir
  10. Adoro o trabalho de vocês. Principalmente os de EI,uso sempre com meus alunos.Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. Adorei, Gi parabéns por esse texto!!!

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelo texto, com certeza irei estuda-lo, estou trabalhando com Educação Infantil pela primeira vez, e esse texto irá me ajudar muito, obrigada!

    ResponderExcluir
  13. ´SEM DÚVIDA É UMA ÓTIMA LEITURA,ACHO QUE VOU INDICAR PARA A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO MEU MUNICÍPIO RSRSR,É UMA ÁREA QUE REQUER CUIDADOS EXTREMOS NÃO É MESMO GI ?

    ResponderExcluir
  14. Muito bom o texto, trabalhar com educação infantil para mim é uma grande barreira que um dia sei que irei ultrapassar, mas até lá vou me preparando.

    ResponderExcluir
  15. gostei muito da postagem, sobretudo pq além de trabalhar com educação infantil, estou fazendo meu tcc nesta area, para mim é muito mais que especial. vlw

    ResponderExcluir
  16. ADOREI E PUBLIQUEI !!!

    CHEGA DE PROFESSORES QUE ACHAM QUE É SÓ CHEGAR NA SALA E DAR FOLHINHAS PRONTAS DE ATIVIDADES...
    A EDUCAÇÃO INFANTIL DEVE SER CONSTRUÍDA COM AS CRIANÇAS,COM TODOS OS VALORES NECESSÁRIOS PARA SE FORMAR UM CIDADÃO CRÍTICO E CIENTE DAS VERDADES DO MUNDO...SE LHE É DADO TUDO PRONTO QUE VALOR HÁ? !!!

    VALEU!!!

    ResponderExcluir
  17. Realmente são estes os fatores indispensáveis para uma escola de educação infantil dar certo e resultados positivos. Mas o mais importante de todos: tem que ter amor pelo o que faz!

    ResponderExcluir

Complemente esta postagem com suas sugestões. É sempre muito interessante enxergar outras formas de aplicação de determinada proposta ou os muitos pontos de vista de nossas leituras e reflexões.
Esperamos ansiosos sua colaboração!

Pesquisa Ideia Criativa mais de 20.000 sugestões

Esta é a forma mais fácil de encontrar o que você procura neste site.
Basta digitar a palavra e pesquisar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...