As dificuldades apontadas pelos professores para o planejamento de aulas fora do espaço limitado da sala


Olá, colegas!

A cada ano que passa a Educação Infantil - primeira etapa da educação básica- vem sendo ressignificada.

As dificuldades apontadas pelos professores para o planejamento de aulas fora do espaço limitado da sala
Novas teorias com base no respeito à criança e análises de como ela aprende e se desenvolve vão sendo adotadas.

Velhas práticas pedagógicas mecanicistas vão sendo cada vez mais criticadas.

Tudo isso é muito positivo, afinal a infância é um período da vida que merece atenção e mais que isso... MERECE RESPEITO!

Os documentos oficiais apontam para uma educação centrada em dois eixos estruturantes

AS BRINCADEIRAS E INTERAÇÕES.

Mas como brincar e interagir apenas dentro do espaço minúsculo de uma sala de aula? Como colocar em prática o que preconizado foi pelos documentos frente a uma gestão focada na escolarização precoce? Como fazer toda uma comunidade compreender a importância das brincadeiras e interações para bebês, crianças muito pequenas e crianças pequenas?


Eis alguns de nossos desafios...

Existem muitas dificuldades em se colocar em prática as DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL e mais recentemente a BNCC . Planejar -uma aula apenas- para fora do espaço da sala de aula pode ser um suplício para muitos profissionais.

Há quem considere que  um planejamento focado em apenas um espaço (o da sala) está ligado apenas à preguiça, acomodação ou falta de estudo sobre a infância por parte dos docentes.

Seria muito fácil criar um artigo tão somente para apontar o dedo para professores. Afinal, apontar o dedo para a classe está tão na moda que conseguiria milhares de outras pessoas para dizer o quanto a culpa é totalmente da ineficiência e falta de vontade profissional.

Mas, considerei mais justo indagar aos profissionais professores sobre suas dificuldades em planejar momentos fora da sala de aula.

E CONTINUAREI INDAGANDO

Afinal, quem melhor para nos mostrar a realidade da educação brasileira que os docentes?

Realizamos  pesquisa e dialogamos com os colegas em transmissões ao vivo pedindo que fizessem suas considerações a cerca do questionamento.

Qual a real dificuldade encontrada por vocês em planejar aulas para além do espaço restrito da sala ? 

Tivemos muitos apontamentos de dificuldades, mas também soluções práticas para que se consiga trabalhar para além do espaço da sala de aula.
Vamos às dificuldades apontadas:
  • Problemas em dialogar com a gestão que impõe trabalho com foco na escolarização desconsiderando totalmente os documentos oficiais 
  • Falta de espaço físico adequado 
Escolas sucateadas, sem pátio, quadra, parque ou qualquer outro espaço disponível. Muitas funcionando em anexos dentro de igrejas ou em casas alugadas nas comunidades.
  • O clima de algumas regiões
 Ou chove muito ou faz sol demais e não há outros espaços adequados onde as crianças possam brincar protegidas.
  • Superlotação de sala e alunos indisciplinados o que ocasiona um medo extremo do professor em sair do espaço e "perder" um aluno ou algum deles acabar se machucando ou machucando um dos colegas.
  • Aulas previamente preparadas  para que o professor seja simplesmente um executor de planos
Sim, existem escolas onde o plano de aula não pode ser construído pelo professor.
  • Os constantes imprevistos pela falta de apoio da coordenação.
Prepara-se a aula para outro espaço, mas no momento da aula outro professor já está ocupando.
Não há organização nas escolas.
  • Não existe pessoal de apoio para acompanhar a professora com pequenos que ainda não têm noção de espaço e podem se perder em uma ida até a praça, por exemplo ou qualquer outro local fora dos muros da escola.
  • A proibição dos pais de alguns alunos de que eles sejam retirados da escola para a quadra, praça ou parquinho quando estes ficam fora dos muros da escola.
Nossa pesquisa ainda está em andamento  e contamos com sua importante colaboração para continuação da pesquisa em busca de apontamento e soluções.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem