sábado, 24 de maio de 2014

Seleção de Músicas Juninas Para Baixar

Seleção de Músicas Juninas  Para Baixar

O Sanfoneiro só tocava isso - Xuxa Baixe Aqui

Letra :

O Sanfoneiro Só Tocava Isso - Tonico e Tinoco


O baile lá na roça foi até o sol raiar
A casa tava cheia mal se podia andar
Estava tão gostoso aquele reboliço
Mas é que o sanfoneiro só tocava isso.
De vez em quando alguém vinha pedindo pra mudar
O sanfoneiro ria querendo agradar,
Diabo que a sanfona tinha qualquer enguiço
Mas é que o sanfoneiro só tocava isso.

ABC do Sertão Luiz Gonzaga Baixe Aqui!

Letra

ABC do Sertão

Lá no meu sertão pros caboclo lê
Têm que aprender um outro ABC
O jota é ji, o éle é lê
O ésse é si, mas o érre
Tem nome de rê
O jota é ji, o éle é lê
O ésse é si, mas o érre
Tem nome de rê
Até o ypsilon lá é pissilone
O eme é mê, O ene é nê
O efe é fê, o gê chama-se guê
Na escola é engraçado ouvir-se tanto "ê"
A, bê, cê, dê,
Fê, guê, lê, mê,
Nê, pê, quê, rê,
Tê, vê e zê


Asa Branca Luiz Gonzaga Baixe Aqui!

Letra

Asa Branca

Quando "oiei" a terra ardendo
Qual a fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação
Que braseiro, que fornaia
Nem um pé de "prantação"
Por farta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão
Por farta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão
Inté mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
"Intonce" eu disse, adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração
"Intonce" eu disse, adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração
Hoje longe, muitas légua
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Pra mim vortar pro meu sertão
Espero a chuva cair de novo
Pra mim vortar pro meu sertão
Quando o verde dos teus "óio"
Se "espaiar" na prantação
Eu te asseguro não chore não, viu
Que eu vortarei, viu
Meu coração
Eu te asseguro não chore não, viu
Que eu vortarei, viu
Meu coração
Filho do Dono Flávio José Baixe Aqui!

Letra:

Filho do Dono

Não sou profeta
Nem tão pouco visionário
Mas o diário
Desse mundo tá na cara
Um viajante
Na boléia do destino
Sou mais um fio
Da tesoura e da navalha
Levando a vida
Tiro verso da cartola
Chora viola
Nesse mundo sem amor
Desigualdade
Rima com hipocrisia
Não tem verso nem poesia
Que console um cantador
A natureza na fumaça se mistura
Morre a criatura
E o planeta sente a dor
O desespero
No olhar de uma criança
A humanidade
Fecha os olhos pra não ver
televisão de fantasia e violência,
aumenta o crime
Cresce a fome e o poder
Boi com sede bebe lama
Barriga seca não dá sono
Eu não sou dono do mundo
Mas tenho culpa, porque sou
Filho do dono


Um comentário:

  1. Boa noite Gi e Davi. Os 3 links dao a mesma informação - link nao é válido. que pena!!

    ResponderExcluir

Complemente esta postagem com suas sugestões. É sempre muito interessante enxergar outras formas de aplicação de determinada proposta ou os muitos pontos de vista de nossas leituras e reflexões.
Esperamos ansiosos sua colaboração!

Pesquisa Ideia Criativa mais de 20.000 sugestões

Esta é a forma mais fácil de encontrar o que você procura neste site.
Basta digitar a palavra e pesquisar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...