segunda-feira, 21 de abril de 2014

Dicas para que os alunos gostem de Matemática


Algumas dicas para que os alunos gostem de matemática, não são fórmulas prontas e sim algumas sugestões, tiradas do livro: Projetos pedagógicos dinâmicos – A paixão de educar e o desafio de inovar (PATY FONTE):

“MATEMATIFRENDO”

• Antes de lançar um conteúdo matemático ex­plore-o na prática com seus alunos. Abuse de materiais concretos, pois o conceito abstrato é óbvio para você e não para criança. Conte balas, reparta chocolates, distribua bolas, invente jogos com pedrinhas etc.
• O lúdico é parceiro do professor - brincadeiras tradicionais podem e devem ser pensadas com olhar matemático.
• É fundamental que a criança compreenda a utilidade da Matemática em seu cotidiano e o porquê precisa estudá-la, reconhecendo-a no am­biente em que vive.
• A Matemática unida à Literatura fica mais agradável, poética e criativa, portanto leia um livro infantil atentando para isso.
• Tecnologias são grandes aliadas no ensino da Matemática: tempo de músicas, criação de filmes, tabelas e gráficos feitos em pro­gramas de computador, calculadoras no ce­lular e tantas outras que podem enriquecer aulas antes enfadonhas.
• Para que o ser humano se relacione bem com a Matemática, é necessário que faça todas as re­lações possíveis entre os objetos: é igual, é dife­rente, é maior, é menor etc. Do ponto de vista pedagógico, é importante que o professor leve a criança a construir todas as relações possíveis entre os objetos, nas construções do seu próprio brincar: agrupar objetos por suas semelhanças; fazer classificações simples e em série; comparar tamanhos: maior, menor, igual etc.
• O professor precisa levar em conta os conhe­cimentos prévios das crianças, propondo-lhes situações de aprendizagem nas quais utilizem a priori tais conhecimentos para depois, então, construir novos.
• Artes plásticas e musicais, receitas, quadri­nhos, encartes, bulas etc. Variar as propostas de atividades almejando atingir as preferências dos alunos.
• Comumente os professores ensinam as crianças a contar, a ler e a escrever os signos matemáticos sem que a criança tenha construído a estrutura mental do número. Assim, o que elas fazem está apenas relacionado às suas capacidades de me­morizar. Todas as situações de sala de aula podem e precisam ser exploradas pelo professor, visando encorajar seus alunos a pensarem acerca dos con­ceitos de número e de Matemática em geral.
• Para desenvolver as habilidades em resolução de problemas, é necessário que, desde o início da escolaridade, as crianças sejam desafiadas a buscar respostas para situações que lhes são propostas.
Em suma, defendo um ensino de Matemática que parta da realidade e do concreto; que adapte a criança ao ambiente escolar, dando-lhe oportunidade para que ela se revele em todos os seus aspectos: intelectuais, afetivos, sociais e físicos.
•••••••••••••••••••••
Matematicando ou Matematifrendo?
O que é Matematizar para você como professor? E como aluno?
•••••••••••••••••••••
Criatividade, ousadia, crítica e reflexão são ingredientes fundamentais em uma sala de aula que abre espaço para a criação, para a descoberta, para a renovação e para a reciclagem de ideias, posturas, conceitos e informações diversas.
É papel do educador descobrir mecanismos capazes de tornar sua atividade mais atraente, mais dinâmica, mais apaixonante, mais sedutora...
Qual o papel do professor? O que é fundamental em uma aula

COMPRE O LIVRO NO SITE PROJETOS PEDAGÓGICOS DINÂMICOS

CONTRIBUIÇÃO DA PROFESSORA FERNANDA MELO GEREZ PARA O ESPAÇO DO EDUCADOR IDEIA CRIATIVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Complemente esta postagem com suas sugestões. É sempre muito interessante enxergar outras formas de aplicação de determinada proposta ou os muitos pontos de vista de nossas leituras e reflexões.
Esperamos ansiosos sua colaboração!

Pesquisa Ideia Criativa mais de 20.000 sugestões

Esta é a forma mais fácil de encontrar o que você procura neste site.
Basta digitar a palavra e pesquisar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...